segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Sabres de Luz, Naves de Lego e Drácula do Espaço em Starcrash

Como vocês talvez já saibam (ou estão descobrindo agora), vez ou outra eu gosto de assistir filmes thrash, aqueles filmes que são tão ruins e toscos que são uma ótima diversão, já que passamos o tempo todo rindo e falando mal dos defeitos, sejam (d)efeitos especiais ou histórias ruins e sem explicação mesmo. Esse é um destes casos: Starcrash.


Starcrash é um filme ítalo-americano de baixo orçamento lançado em 1979 que tenta de forma nada discreta embarcar no sucesso de Star Wars. Nos EUA o título ficou como The Adventures de Stella Star (As Aventuras de Stella Star), e virou um filme cult que chegou a ser comparado com Flash Gordon, Barbarella e Star Trek (chorem).
A Galáxia passa por um momento turbulento, com a crescente dominação do Conde Zarth Arn, que pretende derrotar o Imperador para assegurar seu total domínio e estender a Liga dos Mundos Obscuros para o restante do universo. Para impedir o avanço cada vez mais rápido do Conde e resgatar seu filho desaparecido, Simon, o Imperador decide contratar os serviços de dois foras-da-lei espaciais: a linda aventureira Stella Star e seu fiel parceiro Akton. Resta a eles descobrir o esconderijo do Conde e sua arma secreta e devolver o equilíbrio galáctico para o bem do universo.


No momento em que vi esse trailer, sabia que seria OBRIGADO a assistir o filme, afinal é muita bizarrice e tosqueira de uma vez só. Vamos dar uma conferida nos personagens e atores principais:

Akton (Marjoe Gortner)



Stella Star (Caroline Munro)



Prince Simon (David Hasselhoff)


Sim, esse David Hasselhoff:

Dracula Espacial The Emperor (Christopher Plummer)



Agora gente, deem uma sacada na TREMENDA QUALIDADE dos conjuntos de lego das naves espaciais, e percebam também uma versão feminina gigante do C3PO. Perceba também que essa 'roboa' gigante é ativada através de um laser que sai DO OLHO da rainha amazona, acerta o monitor que ela estava vendo, e ativa o robo. WHAT THE F**K?




Vendo estas cenas, o trailer, e principalmente tendo assistido o filme, é difícil dizer o que não está errado nele. Parece que muita coisa não faz sentido (spoiler: não faz), as motivações e explicações para os acontecimentos são tão rasas que beiram ao absurdo, mas apesar de tudo isso eu posso garantir: vale a pena dedicar 92 minutos do seu tempo para dar umas risadas e ver um dos piores rip-offs de Star Wars já feitos.



Fontes: IMDB, Wikipedia


6 comentários:

  1. Thiago, blza? Achei muito divertida sua postagem. Também gosto de filmes "trash". Acho que são divertidos e por serem tão ridículos é que ficam bons. Esse ator forte e bonitão, que diferença!!! Ah, Ah, Ah! Ou muito estou enganado, ou ele também faz um papel num terrir chamado "Piranhas 3DD", inclusive colocando uma brincadeira onde ele mesmo diz quem é e suas referências de trabalho. Será que acho fácil esse filme para ver na internet?

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. eu tô chorando de rir desses gifs KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK MDS QUE FILME!
    não sabia da existência desse, o que preciso concertar, porque adoro filmes mega toscos, de verdade kkkkk (eles entram até na lista dos meus favoritos de tanto que me divirto)
    Já assistiu Kung Pow: O Mestre da Kung-Fusão ?
    To morrendo com esses gifs, imagina quando eu assistir então UHEUEHUEH coloquei na minha lista agora, pra assistir nesse fds
    (só esse Dracula Espacial já me faz querer assistir muito esse filme)

    ResponderExcluir
  3. Nossa, acho que eu não conseguiria assistir um filme tão trash assim hahaha. Gosto de filmes loucos, mas que tenham pelo menos uma historinha pra te prender, mas acho que vale a tentativa.
    Abraço

    http://tinynewbie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não conseguiria assistir um filme assim. Peguei acho que a primeira meia hora de "Noé" e quando apareceram gigantes de pedra (!!!!!), eu parei. Quando é muito absurdo ou muito bizarro, eu não vejo porque eu fico inconformada e completamente irritada. Sem falar que ficção científica (no caso de Starcrash) não é o meu forte. Mas eu gostei do pseudo-Drácula ali! Hahahaha

    Beijos! || ape56.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh, mas Noé não é thrash, é só ruim mesmo, haha
      Beijos

      Excluir